João Craveiro em "Inimigos da Liberdade" | Encenação de Manuel Pureza | Teatro da Trindade INATEL

De 12 a 29 de dezembro 

Quarta a Domingo às 19h

Teatro da Trindade INATEL - Sala Estúdio

SINOPSE

Três homens estão agrilhoados a uma pedra, de grandes dimensões, que arrastam pelas areias de um deserto. É esse o seu trabalho. Fazem-no desde sempre, ou pelo menos desde que se recordam.
Quando a pedra encrava, deparam-se com o drama de estarem a meio de uma tarefa, no meio do nada, sem perspetivas de a concluir, quanto mais de sobreviver.
A memória atraiçoa-os, a fadiga engana-os e acima de tudo as dúvidas instalam-se com o passar do tempo.
A descoberta vai acontecendo à medida que o deserto se impõe com a sua repetição do nada.
O que fica depois do medo, do desespero e da perda da esperança quando estamos no meio de lado nenhum?


Inimigos da Liberdade, de Manuel Pureza, foi o texto vencedor do Prémio Miguel Rovisco Novos Textos Teatrais, edição 2018/2019. O prémio foi criado com o propósito de estimular novos autores para a escrita de textos originais em língua portuguesa, promovendo e divulgando novos valores literários na área do Teatro.

FICHA ARTÍSTICA

Texto e encenação: Manuel Pureza
Com: Cristóvão Campos, João Craveiro e João Vicente
Cenografia: André Amoedo e Tomás Schiappa
Desenho de Luz: João Cachulo
Sonoplastia: João Cruz
Figurinos: Mia Lourenço
Produção: Teatro da Trindade INATEL