Manuela Couto em "Romeu e Julieta" de William Shakespeare | Versão Cénica e Encenação João Mota

ROMEU E JULIETA 

De William Shakespeare
Versão Cénica e Encenação João Mota
Coprodução Teatro da Trindade INATEL e Comuna Teatro de Pesquisa

Sala Carmen Dolores
17 DE ABRIL A 9 DE JUNHO QUA A SÁB 21:00 DOM 16:30 | M12

FICHA TÉCNICA E ARTISTICA

Texto William Shakespeare
Tradução Fernando Villas-Boas
Adaptação João Maria André
Versão cénica e encenação João Mota
Com Bárbara Branco, José Condessa, Carlos Paulo, Manuela Couto, Hugo Franco, Luis Garcia, Guilherme Filipe, Maria Ana Filipe, Eduardo Breda, Rogério Vale, Gonçalo Botelho, Miguel Sermão, Diogo Tavares, Francisco Sales e Patrícia Resende

E

Carlos Catalão, Gonçalo Lucas, João Pecegueiro, Diogo Campos, Patrícia Fonseca, Rosária Rocha, Micaela Ribeiro e Carolina Silva
Música original José Mário Branco*
Cenografia António Casimiro

Desenho de luz Paulo Graça
Mestre de Dança Isabel Simões
Mestre de luta Miguel Sermão
Assistente de encenação Manuela de Freitas Produção executiva Rosário Silva e Carlos Bernardo Mestra de costura Aurélia Bráz

Pintura cénica Renato Godinho
Construção cenário Renato Godinho, Assunção Dias e Manuel Francisco. Coprodução Teatro da Trindade INATEL e Comuna Teatro de Pesquisa

*Música original de José Mário Branco, assistido por António José Martins.

Citação livre de Louis Vierne (1870-1937), 3o andamento da IV Sinfonia para órgão solo

DISTRIBUIÇÃO DE PERSONAGENS

Capuleto – Eduardo Breda
Dona Capuleto - Maria Ana Filipe
Julieta - Barbara Branco
Ama - Manuela Couto
Tebaldo - Gonçalo Botelho
Pedro - Diogo Tavares
Montéquio - Francisco Sales
Dona Montéquio - Patrícia Resende
Romeu - José Condessa
Baltasar - Miguel Sermão
Príncipe - Guilherme Filipe
Benvólio - Luís Garcia
Mercúcio - Hugo Franco
Páris - Rogério Vale
Frei Lourenço - Carlos Paulo
Os Convidados - Carlos Catalão, Gonçalo Lucas, João Pecegueiro, Diogo Campos, Patrícia Fonseca, Rosária Rocha, Micaela Ribeiro, Carolina Silva

SINOPSE

Escrita no século XVI, por William Shakespeare, esta é uma das mais belas e trágicas histórias de amor de todos os tempos.

Quis o destino, que Romeu, filho único da família Montéquio, e Julieta, filha única da família Capuleto, se conhecessem durante um baile de máscaras em Verona e se apaixonassem perdidamente.
Juntos, vivem um amor proibido, não imaginando os problemas que esse amor, condenado por ambas as famílias, pode causar.

Romeu e Julieta é considerada um arquétipo do amor juvenil, com as suas deslumbrantes paixões e os seus desgostos viscerais.