Sandra Santos em "Terror e Miséria" de Bertolt Brecht | Encenação de António Pires

Terror e Miséria apresenta um painel da repressão e do terror nazi em 17 cenas curtas que denunciam os efeitos desse regime no quotidiano do povo alemão. São cenas de julgamentos, da vida de trabalhadores socialistas e comunidades judaicas e da vida escolar da juventude hitleriana onde se percebe, em cada diálogo, o medo de uma sociedade sufocada pelo nazismo de Hitler. As cenas são aparentemente desconexas e independentes, mas cada uma delas mostra uma faceta do nazismo. 

Texto: Terror e Miséria de Bertolt Brecht; Encenação: António Pires; com: Adriano Luz, Carolina Serrão, Francisco Vistas, Inês Castel-Branco, Jaime Baeta, João Barbosa, João Maria, Mário Sousa, Rafael Fonseca, Sandra Santos Crianças: Manuel Encarnação e Tomás Andrade; Pianista: Nicholas McNair; Tradução: Fiama Hasse Pais Brandão; Cenografia: Alexandre Oliveira; Figurinos: Luís Mesquita; Música original: Nicholas McNair; Desenho de som: Paulo Abelho; Desenho de luz: Rui Seabra; Caracterização: Ivan Coletti; Mestra Costureira: Rosário Balbi; Assistente de iluminação: Cláudio Marto; Assistente de som: Guilherme Alves; Construção de cenários: Fábio Paulo; Costureiras: Luísa Sousa; Fátima Figueiredo e Conceição Peixoto; Estagiárias de caracterização: Cláudia Sobral, Filipa Pesca, Jacqueline Tomé, Joana Clemente, Susana Alves e Tamiris Hollanda; Estagiárias de guarda roupa: Luana da Silva, Mansy Singh; Ilustração: Joana Villaverde; Produção executiva: Marta Moreira e Ivan Coletti; Administração de produção: Ana Bordalo; Comunicação: Maria João Moura; Produtor: Alexandre Oliveira; Produção: Ar de Filmes/Teatro do Bairro. M/12